Brilho Vítreo

Brilho Vitreo

Todas as peças de cerâmica para uso doméstico são vitrificadas, pois previne que os líquidos passem através da cerâmica porosa. Existem vários tipos de vitrificação, que têm efeitos ligeiramente diferentes no acabamento. A primeira peça de cerâmica concebida para colocar comida e líquidos teve origem provável à volta do ano 10,000 a.C., e a ideia da vitrificação foi descoberta cerca de dois mil anos depois. Iremos dar uma olhada nestes tipos de vitrificação, nos seus benefícios, e na melhor forma de os manter limpos e seguros.

Vitrificação com Sal

A cerâmica vitrificada com sal tem um brilho vítreo, mas mantendo a sua aparência distinta de cerâmica. Foi criada ao atirar sal para o forno durante a parte com temperaturas mais elevadas do processo. O primeiro período conhecido pela produção de peças de cerâmica vitrificada com sal teve lugar na Alemanha, nos finais do século XIII. Este processo produz uma grande quantidade de poluição atmosférica, e como resultado foi banido, havendo muitas poucas olarias de grandes dimensões com licença para produzir estas peças.

Vitrificação com Cinza

A vitrificação com cinza é uma forma de vitrificação muito antiga, ainda usada hoje, que teve início à volta do ano 1000 a.C., na China. Os oleiros aperceberam-se que a cinza do forno ao assentar nas peças durante o processo deixava nelas um brilho com uma cor verde, sendo que depois começaram a revestir as peças em cinza antes de as colocarem no forno. Quanto mais cinza for colocada na vitrificação, mais diferente irá ser o tom alcançado.

Majólica

Existem dois tipos diferentes de cerâmica que são definidos como majólica. Um deles é a vitrificação com estanho, que tem uma cobertura com um brilho branco prateado, e opaco, que teve origem no século IX e foi o primeiro a ser designado de majólica.

O segundo veio bastante mais tarde da Grã-Bretanha, uma cerâmica vitrificada à base de chumbo que foi produzida pela primeira vez com a designação de Palissy Ware em meados do século XIX. Este é um estilo bastante diferente, feito de uma forma completamente diferente, mas o público começou a referir-se a ele como majólica e o nome ficou.

Cuidar das Suas Peças de Cerâmica

Se a sua cerâmica foi feita recentemente, então é muito provável que seja seguro colocá-la na máquina de lavar louça, e a mesma deverá ter essa indicação. Contudo, deve ter atenção para eventuais fissuras no vidrado, que tenham a forma de uma teia de aranha. Estas fissuras irão dar acesso à cerâmica porosa que está por baixo, por isso tenha especial atenção com alguma peça que mostre estes sinais. Se a sua louça de cerâmica for apropriada para máquina de lavar louça, então certifique-se que usa o melhor detergente para o efeito: Finish Quantum Max Brilho e Proteção.